Coberturas

Coberturas

RECEBER LIGAÇÃO
plano ortodôntico

plano ortodôntico

plano ortodôntico

Plano ortodôntico: aparelhos ortodônticos e sorriso saudável

Que criança nunca desejou um dia em usar aparelho dental. Pois é. Aposto que você, que está lendo este artigo agora, possa também ter feito parte deste time. Mas além de encantar a criançada, principalmente pela possibilidade de ter um sorriso colorido, graças às famosas borrachinhas, o aparelho dental tem uma função importantíssima na saúde bucal das pessoas.

Na odontologia, a especialidade que atua diretamente na reparação visual e articular do sorriso é conhecida como ortodontia. Essa área trata da correção de ossos maxilares e também da disposição da arcada dentária. Geralmente, os problemas ortodônticos são identificados ainda na infância, mas nada impede que pessoas adultas passem a fazer uso dos aparelhos para corrigir deformações ou posicionamentos inadequados dos dentes.

Para facilitar a colocação e manutenção dos aparelhos, existem planos ortodônticos que garantem acesso a este tratamento. Além disso, é também por meio do plano ortodôntico que os pacientes descobrem a real necessidade de fazer uso deste equipamento bucal. O aparelho trata diretamente do sorriso e, ao contrário do que muita gente acredita, não se resume somente à parte estética.

O aparelho dental tem a função de alinhar os dentes que, por alguma razão, estão tortos ou desencaixados na arcada. Uma dentição desalinhada dificulta a mastigação e a limpeza diária. Por isso, a função da especialidade ortodôntica é muito mais fisiológica do que visual. Por isso, ter um plano ortodôntico também auxilia no tratamento da fala, de problemas respiratórios e de deglutição; situações que pioram devido à deformidade dos dentes.

Como saber se necessito colocar um aparelho dental:

  • dentes desalinhados ou tortos;

  • problemas com a respiração;

  • problemas de mastigação e na fala;

  • dores de cabeça ou pescoço;

  • perda de dentes permanentes;

  • mandíbula e maxilar em tamanhos desproporcionais.

Convênios odontológicos e plano ortodôntico

Grande parte dos planos de saúde odontológico não possui a cobertura para a colocação de aparelhos. Mas algumas empresas dispõem deste diferencial. No mercado, é possível contratar plano ortodôntico completo, que poderá auxiliar os pacientes que necessitam deste recurso. Existem ainda outros planos que cobrem somente a manutenção, que precisa ser feita todos os meses, contudo, o usuário tem que arcar com o pagamento do aparelho. Outra opção de plano ortodôntico é aquela que garante a cobertura da aplicação do tratamento, porém, não cobre a manutenção.

Assim como em todos os planos existentes, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é responsável pela regulamentação e fiscalização das regras, que variam conforme as coberturas contratadas. No entanto, sempre que houver a indicação do dentista para a colocação do aparelho dental, os pacientes precisam realizar o procedimento quanto antes. Mesmo àqueles que não possuem plano ortodôntico devem procurar maneiras de arcar com o tratamento. Quanto antes o aparelho for colocado na boca, melhor serão os resultados.

Como funciona o tratamento na ortodontia

As visitas ao profissional são responsáveis pela manutenção da saúde bucal dos pacientes. Claro que, ao escovar os dentes em casa, durante a mastigação ou apenas fazendo uma análise rápida em frente ao espelho, todos podem perceber certos problemas bucais e, até mesmo, a necessidade de colocação de um aparelho dentário.

Mas, sem dúvida, apenas o profissional, com avaliação criteriosa e cuidadosa, poderá descobrir os principais problemas e quais as melhores formas de tratamento. No plano ortodôntico, o dentista utiliza outros métodos, além do exame clínico, para chegar ao diagnóstico, entre eles, radiografias e fotografias. Assim que se identifica a necessidade do item, é hora de fazer a montagem do molde de gesso. Este método fará o mapeamento da arcada dentária, definindo se o paciente usará aparelho fixo ou móvel.

Passada esse momento, o profissional pode iniciar a correção dentária. Pacientes que têm acesso a convênios que abrangem a cobertura para plano ortodôntico podem usufruir dos serviços com mais tranquilidade, já que os valores estão inclusos no pagamento da parcela mensal.

Confira a seguir as principais etapas do tratamento:

  • correção da posição dos dentes;

  • alinhamento e nivelamento;

  • encaixe da mordida e da oclusão;

  • uso de elásticos ou molas de ajuste, sempre que necessário;

  • correção estética;

  • análise do tipo de rosto e formato de dentes do paciente;

  • manutenção do aparelho e da limpeza bucal.

Tipos de aparelho dental no plano ortodôntico

Durante a consulta, e dependendo da situação, o dentista poderá definir qual será o tipo de aparelho utilizado. Dentro do plano ortodôntico é possível ter acesso aos dois tipos: aparelho móvel ou fixo. O aparelho fixo comum é formado por bandas fixadas em volta dos dentes. Essas bandas funcionam como ligação ao aparelho. Além das bandas, o aparelho fixo é formado também pelas bráquetes, localizadas na parte externa do dente. As bráquetes podem ser coloridas ou transparentes. A tração dental ocorre por meio de fios, que fazem a ligação das bandas e das bráquetes.

Outra alternativa é o aparelho fixo especial. Normalmente é utilizado em crianças que tem o hábito de chupar os dedos ou tem língua presa. Este modelo é fixado aos dentes por bandas. No caso de crianças ou adolescentes que perderam dentes de leite precocemente, pode ser aplicado o mantenedor de espaço. Trata-se de uma banda de contenção, colocada próxima ao espaço vazio. Além disso, um fio é estendido até o outro dente mais próximo. Este recurso paliativo mantém o espaço aberto, evitando o desalinhamento da arcada dentária.

No plano ortodôntico também há as alternativas de aparelho móvel. Os famosos niveladores são uma alternativa aos aparelhos fixos tradicionais. O objetivo é conseguir mover os dentes para a posição adequada, sem utilizar bráquetes e fios de aço. Os pacientes adultos também podem contar com os reposicionadores de mandíbula. Este aparelho atua no fechamento da boca e no ajuste da mordida. Outra opção é o mantenedor de espaço móvel. Nos consultórios, especialmente em plano ortodôntico, é muito procurado. O aparelho é feito de acrílico e colocado sobre a mandíbula. Sua função é a mesma do mantenedor fixo, porém, garante mais conforto ao paciente.

Dependendo do procedimento, o profissional pode fazer uso também dos amortecedores de lábios e bochechas. Os aparelhos têm a função de amenizar a pressão do músculo sobre a dentição, evitando desgaste e auxiliando diretamente no bruxismo. Há também um tipo de aparelho conhecido como expansor palatino. Uma placa de plástico é colocada no céu da boca. O uso deste aparelho força a abertura do arco da mandíbula superior.

Em outro período, era muito comum encontrar crianças e até mesmo adultos usando o aparelho fixo extrabucal, chamado vulgarmente de "freio de cavalo". Estes aparelhos ajudavam no retardamento e crescimento do maxilar, mantendo os dentes posteriores na posição correta. Apesar dos benefícios à saúde bucal, esteticamente deixava muito a desejar. Muita gente que usava este tipo de aparelho sofria constrangimentos e, aos poucos, caiu em desuso.

Como percebemos, há diversos modelos de aparelho dental, tanto móveis como fixos. Por isso, somente após uma avaliação com o dentista ou acompanhamento de um plano ortodôntico será possível definir qual o mais indicado. Contudo, o tratamento dura em média dois anos e meio, podendo variar de pessoa para pessoa, dependendo do problema dentário.

Outra questão que altera o tempo do uso do aparelho é sua manutenção. E essa parte não é feita apenas pelo dentista. Além das visitas mensais ao consultório, o paciente também precisa fazer sua parte, caprichando na limpeza e evitando o consumo de alimentos que comprometam a qualidade do aparelho.

Adaptação ao plano ortodôntico

A criançada é louca por um aparelho. Assim que chegam a clínica, vão logo pedindo ao dentista quando poderão colocar o seu. Essa atração é natural, e fica mais fácil de entender por causa das borrachinhas. Na imaginação dos pequenos, usar aparelho pode garantir um sorriso com cores diferentes todos os dias. No entanto, a adaptação não é um conto de fadas infantil. A maioria das pessoas sofre no início, inclusive meninos e meninas.

Logo nos primeiros dias de uso, o aparelho causa desconforto. Não tem jeito. Outros problemas também pode ocorrer durante a manutenção. Um ajuste aqui e ali precisa ser feito regularmente - inclusive, o plano ortodôntico garante este acesso -, mas dependendo do tipo de tratamento, a sessão no dentista é um transtorno. Não existe mágica, a única maneira que fará isto passar é o tempo e a adaptação. Também é importante lembrar que ao fazer uso do aparelho, a limpeza precisa ser redobrada. A escovação não pode ser feita apenas três vezes ao dia, após as refeições. Ao contrário. Dependendo do alimento, a higienização deve ser realizada na hora. A falta de cuidado com a higiene pode acumular resíduos de comida entre os bráquetes e bandas, ocasionando cáries, problemas na gengiva e manchas nos dentes.

O avanço da ortodontia

Verdade seja dita. Há um tempo atrás, os aparelhos dentais eram pouco funcionais e não tão atraentes assim. Muita gente usava por pura obrigação, e tinha vergonha do sorriso metálico. Hoje, devido aos avanços na área da ortodontia, os aparelhos estão muito mais modernos, bonitos e discretos.

O aparelho fixo de porcelana, por exemplo, tem bráquetes com aspecto leitoso e opaco. Parece frágil à primeira vista, mas estes aparelhos são muito resistentes, não quebrando com facilidade. O produto é mais acessível dos que os de safira, por isso, se encontra disponível para o plano ortodôntico.

Além disso, quem procura aparelho dentário esteticamente favorecido, precisa conhecer os diferenciais ao aparelho fixo de safira. Fabricado com porcelana monocristalina, garante ao bráquete uma transparência incrível. Às vezes é difícil perceber que a pessoa está usando aparelho. E nem por isso, este modelo peca pela resistência. Muito pelo contrário. O aparelho de safira é um dos mais resistentes do mercado.

Conheça a seguir as categorias de aparelho dental:

  • interceptivos: neste caso o aparelho entra para impedir o avanço dos problemas de má oclusão;

  • aparelhos preventivos: usado para impedir a má oclusão e problemas com o encaixe entre os dentes;

  • corretivos: a má oclusão e encaixe inadequado da dentição já está instalada e o uso de aparelhos mais complexos irão tratar o problema;

  • pré-protéticos: auxilia na movimentação de alguns dentes, especialmente quando há implantes ou próteses dentárias;

  • orto-cirúrgicos: problemas sérios de má oclusão acabam afetando os ossos da face, e estes aparelhos ajudam nos tratamentos mais invasivos.

Plano ortodôntico para toda a família

É muito mais natural encontrar crianças até 12 anos usando aparelho dental. Mas apesar disso, o uso é recomendável para todas as idades. Claro que na infância e na adolescência, o tratamento acaba gerando menos desconforto, sem falar, que quanto antes o procedimento começar, mais cedo o usuário vai ficar livre do aparelho. Contudo, não há uma idade mínima para iniciar o tratamento. Mesmo na fase adulta, se o paciente seguir à risca os cuidados com a higiene e fazer a manutenção adequada no consultório, a evolução será rápida e satisfatória.

Seja qual for o procedimento, não há nada melhor que investir em prevenção. Por isso, assim que os primeiros dentes de leite nascem, os pais devem levar os filhos ao dentista. Uma avaliação irá apontar a necessidade ou não do aparelho ortodôntico. Além disso, ter acesso a um plano ortodôntico vai auxiliar na manutenção do procedimento, que é normalmente caro na rede de saúde particular.

Não use aparelho sem indicação

Uma reflexão rápida no espelho e pronto, muitos pacientes chegam ao dentista querendo colocar aparelho. Entretanto, um dente torto na boca nem sempre é sinal de que seja mesmo necessário investir em um plano ortodôntico. A indicação de qualquer tipo de aparelho deve ser feita pelo profissional, e não pode ser utilizado de forma indiscriminada, focando somente na parte estética.

Mas você deve estar se questionando: quem coloca aparelhos sem necessidade? Infelizmente, muita gente. Isso acontece, porque como em toda a profissão e área, existem pessoas que não trabalham com ética profissional e usam o desejo do paciente para ganhar dinheiro. Para combater essa prática, o Conselho Regional de Odontologia (CRO) promove campanhas de conscientização sobre a pauta.

O modismo do aparelho, principalmente entre os jovens, ocasiona doenças sérias, levando a perda de dentes, retração de gengiva, alergias, desgaste ósseo e comprometimento das funções da mastigação e fala. Por outro lado, as campanhas também alertam sobre os cuidados com o uso dos aparelhos e a procura por plano ortodôntico. Os especialistas credenciados na rede de atendimento dos convênios, que realizam a colocação ou manutenção deste recurso, devem ser especialistas em ortodontia e registrados no Conselho Regional de Odontologia de seu estado. Tomar estes cuidados antes de iniciar o procedimento, vai garantir maior eficácia e menor tempo de utilização do aparelho.

Diferenciais de ter um plano ortodôntico

Ter acesso a serviços e atendimentos de saúde auxiliam a manter uma boca saudável e um sorriso bonito. Contudo, muitos brasileiros não conseguem arcar com os custos de um dentista particular. Normalmente, os tratamentos são caros e cada consulta acaba pesando no orçamento. Mas isso não é desculpa para deixar os cuidados com os dentes em segundo plano.

Hoje em dia, os convênios dentários têm crescido no país, justamente porque oferecem aos usuários atendimentos de qualidade com preços bastante acessíveis. Neste conta, entra também o plano ortodôntico. Muitos convênios dentários oferecem este diferencial ao cliente, sendo possível realizar o tratamento e recuperar a saúde e a beleza do sorriso.

O plano ortodôntico irá definir, junto com o beneficiário, qual o melhor procedimento para reparar os dentes. Normalmente, logo na primeira consulta, o profissional identifica o problema e indica o aparelho mais adequado. Dependendo da cobertura, o plano ortodôntico inclui a colocação do aparelho e sua manutenção. Por isso, é importante ler com atenção todas as cláusulas do contrato e entender exatamente quais situações serão cobertas pelo plano.

Dicas de higiene para quem usa aparelhos dentais

A limpeza bucal é indispensável para qualquer pessoa, independente da idade. Contudo, os proprietários de um sorriso metálico precisam reforçar os cuidados com a limpeza. Confira as principais dicas e tenha um sorriso lindo de causar inveja:

  • escovação diária no capricho: escovar os dentes é uma tarefa fácil, mas se não tiver atenção necessária, não será feita de forma adequada. Quem usa aparelho deve priorizar cremes dentais com flúor e escolher escovas com cerdas macias. É fundamental usar a escova em um ângulo de 45 graus para escovar entre os bráquetes;

  • utilização do fio dental: com aparelho ou não, o fio dental é um recurso de limpeza importantíssimo. Mas quem tem aparelho não pode negligenciar essa etapa da higienização bucal. Alguns ortodontistas recomendam ainda o uso de escovas de dente interdentais ou rosqueadores para o fio;

  • bochecho com flúor: usar o enxaguante bucal é regra para quem usa aparelho nos dentes. Essa prática de limpeza deve ser feita após o uso do fio dental e da escovação, ajudando a eliminar resíduos de alimentos e reduzindo as chances de manchas nas saliências;

  • uso de protetores bucais: pacientes que usam aparelho e praticam esporte físico devem colocar protetores bucais. Este cuidado evita a quebra do aparelho ou ferimentos na boca ou gengiva durante as atividades.

Cuide do seu aparelho com plano ortodôntico

Ao colocar aparelho nos dentes, é normal surgirem dúvidas sobre o tratamento. O trabalho do profissional do plano ortodôntico, além da avaliação dentária, colocação e manutenção dos aparelhos, é também orientar o paciente quanto aos hábitos que melhoram a saúde bucal e os que atrapalham o sucesso do procedimento.

Assim que os usuários passam a usar o aparelho, o primeiro motivo que os faz retornar ao consultório antes da manutenção tradicional é um bráquete quebrado (descolado). E este problema geralmente ocorre, por causa do consumo de alguns alimentos. Profissionais qualificados têm a obrigação de orientar os pacientes, mas alguns se esquecem de repassar essa informação. Resultado: bráquete quebrado e visita antecipada ao dentista.

Vamos lá então. Quem utiliza aparelho precisa evitar alimentos duros. Se você tem aparelho e é louco por pipoca ou pé de moleque, procure alternativas para saciar suas vontades. Alimentos grudentos e pegajosos também são inimigos do aparelho dental. Deixe de lado também alimentos fibrosos, como as frutas manga e abacaxi. Nas bebidas, tire os refrigerantes da dieta, bem como espumantes.

Na lista dos que podem ser consumidos sem nenhum problema estão cenouras e frutas duras, como peras e maças. Mas evite cortá-las com os dentes. O ideal é cortar os pedaços com a ajuda de uma faca. No mais, é só aproveitar e se alimentar com cuidado.

Sorriso bonito com aparelho dentário

Depois que as pessoas se acostumam ao aparelho nos dentes, o tratamento flui naturalmente. A partir daí, será necessário frequentar o dentista credenciado na rede de atendimento do plano ortodôntico. Os cuidados com a saúde bucal deve ser feitos ao longo do procedimento. A maioria dos beneficiários que recebe indicação para uso de aparelho, mantém o tratamento de um a três anos. Durante este período, é fundamental não pular nenhuma consulta.

No plano ortodôntico comum, a cobertura no ramo da ortodontia é pequeno. Mas com o aumento no número de pacientes que chega aos consultórios com sinais de má oclusão e dentição desalinhada, cada vez mais os convênios estão se adaptando as mudanças e oferecendo os serviços diferenciados.

Existem convênios de saúde dental específicos para cada público, mas sempre que for possível, analise a possibilidade de contratar um que inclua a cobertura de plano ortodôntico. Vale a pena, principalmente para famílias com filhos menores de idade, o investimento nesta modalidade de convênio. Dessa maneira, logo nas primeiras consultas, o profissional poderá avaliar as condições gerais do paciente, diagnosticando ou não o uso do aparelho dental.

Uma boca bonita, alinhada e saudável não é questão de sorte ou genética boa. Todos podem melhorar seu sorriso com tratamentos especiais. Tanto é verdade, que, atualmente, usar aparelho não é mais assustador. Os cuidados com a saúde bucal deve fazer parte da rotina dos indivíduos, com ou sem aparelho. Para melhorar ainda o acesso à informação e cuidados, invista hoje mesmo em um convênio para você e sua família. Opte pela cobertura com plano ortodôntico, assim a colocação do aparelho caberá no seu bolso.

E lembre-se: em médio e longo prazo, ter dentes saudáveis farão toda a diferença na sua qualidade de vida. Investir em saúde dental não é gasto desnecessário, pelo contrário. Pessoas que cuidam do seu sorriso são mais felizes. Quer motivo melhor pra se cuidar?

Regiões onde atendemos

  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Higienópolis
  • Glicério
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Brasilândia
  • Cachoeirinha
  • Casa Verde
  • Imirim
  • Jaçanã
  • Jardim São Paulo
  • Lauzane Paulista
  • Mandaqui
  • Santana
  • Tremembé
  • Tucuruvi
  • Vila Guilherme
  • Vila Gustavo
  • Vila Maria
  • Vila Medeiros
  • Água Branca
  • Bairro do Limão
  • Barra Funda
  • Alto da Lapa
  • Alto de Pinheiros
  • Butantã
  • Freguesia do Ó
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Bonfiglioli
  • Lapa
  • Pacaembú
  • Perdizes
  • Perús
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Raposo Tavares
  • Rio Pequeno
  • São Domingos
  • Sumaré
  • Vila Leopoldina
  • Vila Sonia
  • Aeroporto
  • Água Funda
  • Brooklin
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Capão Redondo
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Jardim
  • Grajaú
  • Ibirapuera
  • Interlagos
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Jabaquara
  • Jardim Ângela
  • Jardim América
  • Jardim Europa
  • Jardim Paulista
  • Jardim Paulistano
  • Jardim São Luiz
  • Jardins
  • Jockey Club
  • M'Boi Mirim
  • Moema
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pedreira
  • Sacomã
  • Santo Amaro
  • Saúde
  • Socorro
  • Vila Andrade
  • Vila Mariana
  • Água Rasa
  • Anália Franco
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Belém
  • Cidade Patriarca
  • Cidade Tiradentes
  • Engenheiro Goulart
  • Ermelino Matarazzo
  • Guianazes
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jardim Iguatemi
  • José Bonifácio
  • Moóca
  • Parque do Carmo
  • Parque São Lucas
  • Parque São Rafael
  • Penha
  • Ponte Rasa
  • São Mateus
  • São Miguel Paulista
  • Sapopemba
  • Tatuapé
  • Vila Carrão
  • Vila Curuçá
  • Vila Esperança
  • Vila Formosa
  • Vila Matilde
  • Vila Prudente
  • São Caetano do sul
  • São Bernardo do Campo
  • Santo André
  • Diadema
  • Guarulhos
  • Suzano
  • Ribeirão Pires
  • Mauá
  • Embu
  • Embu Guaçú
  • Embu das Artes
  • Itapecerica da Serra
  • Osasco
  • Barueri
  • Jandira
  • Cotia
  • Itapevi
  • Santana de Parnaíba
  • Caierias
  • Franco da Rocha
  • Taboão da Serra
  • Cajamar
  • Arujá
  • Alphaville
  • Mairiporã
  • ABC
  • ABCD
  • Bertioga
  • Cananéia
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Ilha Comprida
  • Iguape
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Praia Grande
  • Ubatuba
  • São Sebastião
  • Peruíbe

Estados onde atendemos

  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • São João de Meriti
  • Campos dos Goytacazes
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Magé
  • Itaboraí
  • Mesquita
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Macaé
  • Cabo Frio
  • Nilópolis
  • Teresópolis
  • Resende
  • Belo Horizonte
  • Uberlândia
  • Contagem
  • Juiz de Fora
  • Betim
  • Montes Claros
  • Ribeirão das Neves
  • Uberaba
  • Governador Valadares
  • Ipatinga
  • Santa Luzia
  • Sete Lagoas
  • Divinópolis
  • Ibirité
  • Poços de Caldas
  • Patos de Minas
  • Teófilo Otoni
  • Sabará
  • Pouso Alegre
  • Barbacena
  • Varginha
  • Conselheiro Lafeiete
  • Araguari
  • Itabira
  • Passos
  • Serra
  • Vila Velha
  • Cariacica
  • Vitória
  • Cachoeiro de Itapemirim
  • Linhares
  • São Mateus
  • Colatina
  • Guarapari
  • Aracruz
  • Viana
  • Nova Venécia
  • Barra de São Francisco
  • Santa Maria de Jetibá
  • Castelo
  • Marataízes
  • São Gabriel da Palha
  • Domingos Martins
  • Itapemirim
  • Afonso Cláudio
  • Alegre
  • Baixo Guandu
  • Conceição da Barra
  • Guaçuí
  • Iúna
  • Jaguaré
  • Mimoso do Sul
  • Sooretama
  • Anchieta
  • Pinheiros
  • Pedro Canário
  • Bertioga
  • Caraguatatuba
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Ilhabela
  • Itanhaém
  • Mongaguá
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Praia Grande
  • Ubatuba
  • São Sebastião
  • Peruíbe
  • São José dos campos
  • Campinas
  • Jundiaí
  • Sorocaba
  • Indaiatuba
  • São José do Rio Preto
  • Itatiba
  • Amparo
  • Barueri
  • Ribeirão Preto
  • Marília
  • Louveira
  • Paulínia
  • Bauru
  • Valinhos
  • Bragança Paulista
  • Araraquara
  • Americana
  • Atibaia
  • Taubaté
  • Araras
  • São Carlos
  • Itupeva
  • Mendonça
  • Itu
  • Vinhedo
  • Marapoama
  • Votuporanga
  • Hortolândia
  • Araçatuba
  • Jaboticabal
  • Sertãozinho
  • Curitiba
  • Londrina
  • Maringá
  • Ponta Grossa
  • Cascavel
  • São José dos Pinhais
  • Foz do Iguaçu
  • Colombo
  • Guarapuava
  • Paranaguá
  • Araucária
  • Toledo
  • Apucarana
  • Pinhais
  • Campo Largo
  • Almirante Tamandaré
  • Umuarama
  • Paranavaí
  • Piraquara
  • Cambé
  • Sarandi
  • Fazenda Rio Grande
  • Paranavaí
  • Francisco Beltrão
  • Pato Branco
  • Cianorte
  • Telêmaco Borba
  • Castro
  • Rolândia
  • Joinville
  • Florianópolis
  • Blumenau
  • Itajaí
  • São José
  • Chapecó
  • Criciúma
  • Jaraguá do sul
  • Lages
  • Palhoça
  • Balneário Camboriú
  • Brusque
  • Tubarão
  • São Bento do Sul
  • Caçador
  • Concórdia
  • Camboriú
  • Navegantes
  • Rio do Sul
  • Araranguá
  • Gaspar
  • Biguaçu
  • Indaial
  • Mafra
  • Canoinhas
  • Itapema
  • Porto Alegre
  • Caxias do Sul
  • Pelotas
  • Canoas
  • Santa Maria
  • Gravataí
  • Viamão
  • Novo Hamburgo
  • São Leopoldo
  • Rio Grande
  • Alvorada
  • Passo Fundo
  • Sapucaia do Sul
  • Uruguaiana
  • Santa Cruz do Sul
  • Cachoeirinha
  • Bagé
  • Bento Gonçalves
  • Erechim
  • Guaíba
  • Cachoeira do Sul
  • Santana do Livramento
  • Esteio
  • Ijuí
  • Alegrete
  • Recife
  • Jaboatão dos Guararapes
  • Olinda
  • Caruaru
  • Petrolina
  • Paulista
  • Cabo de Santo Agostinho
  • Camaragibe
  • Garanhuns
  • Vitória de Santo Antão
  • Igarassu
  • São Lourenço da Mata
  • Abreu e Lima
  • Santa Cruz do Capibaribe
  • Ipojuca
  • Serra Talhada
  • Araripina
  • Gravatá
  • Carpina
  • Goiana
  • Belo Jardim
  • Arcoverde
  • Ouricuri
  • Escada
  • Pesqueira
  • Surubim
  • Palmares
  • Bezerros
  • Salvador
  • Feira de Santana
  • Vitória da Conquista
  • Camaçari
  • Itabuna
  • Juazeiro
  • Lauro de Freitas
  • Ilhéus
  • Jequié
  • Teixeira de Freitas
  • Alagoinhas
  • Barreiras
  • Porto Seguro
  • Simões Filho
  • Paulo Afonso
  • Eunápolis
  • Santo Antônio de Jesus
  • Valença
  • Candeias
  • Guanambi
  • Jacobina
  • Serrinha
  • Senhor do Bonfim
  • Dias d'Ávila
  • Luís Eduardo Magalhães
  • Itapetinga
  • Irecê
  • Campo Formoso
  • Casa Nova
  • Brumado
  • Bom Jesus da Lapa
  • Conceição do Coité
  • Itamaraju
  • Itaberaba
  • Cruz das Almas
  • Ipirá
  • Santo Amaro
  • Euclides da Cunha
  • Fortaleza
  • caucacia
  • Juazeiro do Norte
  • Maracanaú
  • Sobral
  • Crato
  • Itapipoca
  • Maranguape
  • Iguatu
  • Quixadá
  • Canindé
  • Pacajus
  • Crateús
  • Aquiraz
  • Pacatuba
  • Quixeramobim
  • São Luís
  • Imperatriz
  • São José de Ribamar
  • Timon
  • Caxias
  • Codó
  • Paço do Lumiar
  • Açailândia
  • Bacabal
  • Balsas
  • Barra do Corda
  • Teresina
  • São Raimundo Nonato
  • Parnaíba
  • Picos
  • Uruçuí
  • Floriano
  • Piripiri
  • Campo Maior
  • Goiânia
  • Aparecida de Goiânia
  • Anápolis
  • Rio Verde
  • Luziânia
  • Águas Lindas de Goiás
  • Valparaíso de Goiás
  • Trindade
  • Formosa
  • Novo Gama
  • Itumbiara
  • Senador Canedo
  • Catalão
  • Jataí
  • Planaltina
  • Caldas Novas
  • Campo Grande
  • Dourados
  • Três Lagoas
  • Corumbá
  • Ponta Porã
  • Cuiabá
  • Várzea Grande
  • Rondonópolis
  • Sinop
  • Tangará da Serra
  • Cáceres
  • Sorriso
  • Manaus
  • Parintins
  • Itacoatiara
  • Manacapuru
  • Coari
  • Centro Amazonense
  • Belém
  • Ananindeua
  • Santarém
  • Marabá
  • Castanhal
  • Parauapebas
  • Itaituba
  • Cametá
  • Bragança
  • Abaetetuba
  • Bragança
  • Marituba